História dos Povos da Antiguidade

23 de jul. de 2014

Medusa

Medusa era uma mítica criatura de sexo feminino da Mitologia Grega e originária da ira de Atena.

Tal criatura tinha o poder de transformar em pedra aqueles que ousassem olhar a sua face.

Todas as histórias e personagens da Mitologia Grega envolvem, de alguma forma, uma lição de moral. E entre as divindades que compõe esse universo, a Medusa é aquela que vem para nos falar sobre a necessidade de não dar muita importância à luxúria, nos levando a ter um coração de pedra com relação às virtudes e bondades dos seres humanos.

Quem era medusa?

Quem era Medusa?

A Medusa era uma divindade de extrema beleza, assim como suas irmãs, Esteno e Euríale. A diferença entre elas era que apenas Medusa era mortal. A formosura da Medusa encantou Poseidon, deus dos mares, o que levou o deus a manter relações sexuais com a Medusa. Porém, ansioso por consumar seu desejo por luxúria, os dois se deitaram em templo que era exclusivo de Atena, fato que causou a ira da deusa, que transformou as três belas irmãs em terríveis monstros, com cabelos de serpentes com presas afiadas e mortais, mãos de bronze, pele de lagarto, língua com chifres de javalis e olhos que petrificam aqueles que as olharem nos olhos. E das três, Medusa se tornou a pior, por conta de ser a principal responsável pela ira da deusa.

O olhar de Medusa

Fadadas a viver longe de todos e privadas da beleza de antes, as três irmãs se refugiam nas terras onde seu pai havia nascido. Lá, elas passam a habitar uma escura caverna, que era protegida pelas Gréias, suas irmãs mais velhas. Mas não foi só a beleza que abandonou Medusa e suas irmãs. Privadas do contato humano, elas passam a ter um coração negro, e começam a sentir prazer em petrificar os humanos que ousam olhar em seus olhos. Justamente por isso, era comum ver muitas estátuas em frente à caverna que as divindades habitavam.

A luta de Perseu contra a Medusa

Sua fama se torna tão terrível que até os deuses passam a temer se encontrar com Medusa e suas irmãs. Assim, um humano é incumbido de acabar com a vida da Medusa. Esse humano é Perseu, que ciente de suas limitações, enfrenta o monstro sem olhá-lo diretamente nos olhos. E, quando ela passa a encará-lo, ele usa um espelho para fazê-la olhar para si mesma, se tornando pedra. Sua cabeça é cortada e de sua espinha nasceu outra divindade: o Pégaso.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras para comentários:

Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
publicamos somente os comentários que tenham relação com o assunto da postagem.

Parcerias, Dicas e Sugestões entrar em Contato pelo Email: civilizacaoantiga@hotmail.com

Civilização Antiga © Copyright - Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia. Só é permitida a reprodução para fins de pesquisas e trabalhos escolares.

Plágio é crime (Artigo 29 Lei 9.610/98)