História dos Povos da Antiguidade

21 de ago de 2014

A Guerra de Troia

Muitas pessoas já devem ter ouvido falar sobre a Guerra de Troia, seja na literatura, no cinema ou na televisão. Mas nem todos têm a real dimensão sobre o que foi este conflito e o que ele representou para as nações e territórios envolvidos.

A Guerra de Troia aconteceu, obviamente, na região da cidade de Troia, onde hoje está localizada a Turquia. O conflito envolveu diversas regiões da Grécia, e teria acontecido entre os anos de 1500 a 1200 a.C.


O contexto histórico que envolve essa guerra é um tanto nebuloso, pois não existem confirmações se ela realmente aconteceu. A verdade é que a Guerra de Troia é muito narrada em poemas épicos, o que deixa uma sugestão de que ela teria acontecido. Contudo, os relatos sobre a Guerra de Troia misturam muito a suposta realidade da época com elementos da mitologia grega, o que garante um tom fantasioso para o conflito em muitos momentos da narrativa.

Uma das poucas confirmações de que a Guerra de Troia realmente aconteceu surgiu em 1871, quando foram encontrados restos de algumas cidades na região da Turquia. O cenário apontou que antigas civilizações que viviam na região haviam sido extintas pela guerra. De qualquer forma, pesquisadores, historiadores e estudiosos de arqueologia ainda se dividem ao debater o acontecimento da Guerra de Troia.

Segundo as narrativas mitológicas, como a Ilíada e a Odisseia, a Guerra de Troia teria começado durante uma festa dos deuses gregos. Éris, a deusa da discórdia, não havia sido convidada para tal festa e, por isso, resolveu executar um plano de vingança.

Éris teria dado uma maçã de ouro à mais bela mulher da festa. O fato causou discórdia entre as deusas presentes na celebração, e Zeus teria lançado uma disputa, com a ajuda do príncipe Páris, para saber quem era a vencedora. Na ocasião, Afrodite, a deusa do amor, foi apontada como a mais bonita da festa, mas ela alcançou o título comprando a palavra do príncipe Páris. Como recompensa pelo título de beleza, Afrodite deu a Páris o direito de se casar com Helena, a mulher mais bonita do mundo, que já era casada com o Rei de Esparta.

A disputa pelo amor de Helena gerou o conflito entre Troianos e Espartanos. Helena foi sequestrada por Páris, mas o marido da jovem, o Rei de Esparta, reuniu aliados para resgatar sua esposa.

A guerra entre os exércitos teria durado dez anos. Até que, um dia, os aliados espartanos conseguiram adentrar as muralhas de Troia e salvaram Helena, que foi rapidamente levada de volta a Esparta.

O amor incondicional de Páris por Helena fez com que a população de Troia fosse completamente destruída. Para os historiadores, a guerra pode ter realmente acontecido, mas por outras razões. Acredita-se que os gregos lutavam, na verdade, para terem o controle da região do estreito de Dardanelos.

De acordo com os relatos mitológicos, as cidades-estados da Grécia teriam atacado Troia com um exército que contava com mais de mil navios. Isso explicaria a grande destruição da cidade e a aniquilação da população de Troia.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras para comentários:

Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
publicamos somente os comentários que tenham relação com o assunto da postagem.

Parcerias, Dicas e Sugestões entrar em Contato pelo Email: civilizacaoantiga@hotmail.com

Civilização Antiga © Copyright - Todos os direitos reservados.

Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia. Só é permitida a reprodução para fins de pesquisas e trabalhos escolares.

Plágio é crime (Artigo 29 Lei 9.610/98)